ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

R$ 29 milhões serão pagos diretamente aos agricultores familiares neste mês de dezembro

R$ 29 milhões serão pagos diretamente aos agricultores familiares neste mês de dezembro

Publicado no dia 26 de Dezembro de 2013
Image

Agricultores familiares que fornecem para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), irão receber, neste mês de dezembro, valor que totaliza mais de R$ 29 milhões do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Ao todo, mais de 12 mil agricultores familiares de 116 municípios de vários estados do país receberão os recursos referentes à entrega de produtos, diretamente em suas contas bancárias.

Os valores referentes à folha de pagamento de dezembro estarão disponíveis para saque no próximo dia útil. 

Novo Sistema - Graças à parceria firmada com o Banco do Brasil, no novo sistema de gestão do PAA Compra com Doação Simultânea, o pagamento é feito diretamente na conta do agricultor familiar, que faz o saque nos terminais do Banco do Brasil por meio de um cartão magnético – individual e específico do PAA– que pode ser utilizado também para pagamentos em débito automático.

Além da agilidade no repasse dos recursos do Ministério diretamente para o agricultor familiar que fornece ao PAA, o novo sistema conta com uma série de mecanismos de controle que garantem maior segurança na operacionalização, pois permitem verificar, antecipadamente, a documentação de cada produtor, além de inserir e acompanhar os pagamentos aos produtores simultaneamente, de forma on line. 

Todo projeto aprovado é acompanhado por, pelo menos, uma organização de controle social local, como os Conselhos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional (Comseas). Para o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Arnoldo de Campos, a nova forma de operacionalizar o programa tem garantido agilidade e melhora na gestão do programa. “Isso se traduz em maior transparência e melhor fiscalização do uso dos recursos públicos voltados ao fortalecimento da agricultura familiar e à promoção da segurança alimentar e nutricional do nosso país”, finaliza.

Fonte: MDS