ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Pimentel e Suplicy visitam Banco Palmas

Pimentel e Suplicy visitam Banco Palmas

Publicado no dia 10 de Janeiro de 2014
Image

O senador José Pimentel (PT/CE) recebe nesta segunda-feira (13/1), em Fortaleza, o senador Eduardo Suplicy (PT/SP). Às 9 horas, os parlamentares visitarão o Banco Palmas, uma experiência de crédito solidário criada em 1998, no Conjunto Palmeira, na capital cearense. Às 12h30, os senadores participam de reunião-almoço organizado pelo grupo de comunicação O Povo.

Na visita ao Banco Palmas, o senador Suplicy conhecerá detalhes do projeto. Suplicy defende a implementação de um programa de transferência de renda conhecido como Renda básica de cidadania, para garantir a todos os cidadãos o direito a uma renda igualitária e incondicional. O senador também é autor do livro Renda de Cidadania - A saída é pela porta, onde demonstra como a renda básica de cidadania apresenta vantagens em relação a outros programas de transferência de renda.

O Banco Palmas é gerenciado pela Associação dos Moradores do Conjunto Palmeira. O banco foi criado para garantir a geração de emprego e renda, por meio de sistemas de economia solidária. O banco oferece microcrédito para produção e consumo local, com taxas de juros reduzidas e sem requisitos para inscrição, como comprovante de renda ou fiador. A confiabilidade do tomador do crédito é garantida por vizinhos.

O banco também tem objetivo de garantir serviços bancários para os moradores das comunidades mais pobres. Esses clientes normalmente não teriam acesso à essas operações em bancos tradicionais, pela falta de histórico de crédito ou de garantia financeira.

Em 2000, o Banco Palmas criou a moeda social “palmas” que circula no comércio local. Em março de 2003, a Associação de Moradores do Conjunto Palmeira também criou o Instituto Palmas de Desenvolvimento e Socioeconômica Solidária, uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que desenvolve projetos na periferia de Fortaleza.