ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Pimentel destaca avanços do empreendedorismo no Brasil e parabeniza agraciados com Diploma José Ermírio de Moraes

07/06/2011

SENADO FEDERAL                                                              SF - 1

SECRETARIA-GERAL DA MESA
SUBSECRETARIA DE TAQUIGRAFIA

O SR. JOSÉ PIMENTEL (Bloco/PT – CE. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente desta sessão, Senador Inácio Arruda, quero começar parabenizando os nossos três grupos empresariais que foram agraciados com essa comenda, dizendo que cada um deles tem a sua história, na sua área de atuação, uma história consolidada, mas nós, do Ceará, eu e o Artur Bruno em particular, que estamos aqui no plenário, e V. Exª, presidindo esta sessão, queremos dizer que o Grupo J. Macêdo orgulha o nosso pessoal, a nossa região, o Estado do Ceará.

Hoje, quando o seu presidente fundador, José Dias Macêdo, é agraciado – e seu filho Roberto Macedo, que preside a Federação da Indústria do Estado do Ceará, aqui está presente, representando o grupo e a sua família –, quero dizer que isso engrandece muito os empreendedores do Brasil.
Este País, que hoje caminha para ser a quinta potência econômica do Planeta, tem a clareza de que é através do capital e do trabalho que estamos construindo esta Nação. Precisamos, sim, dos nossos empreendedores, mas precisamos, também, dos nossos trabalhadores.
O Grupo J. Macêdo é exatamente uma demonstração dessa relação entre capital e trabalho, valorizando e formando sua mão de obra, descentralizando as decisões e se estendendo por todo o território nacional. Agora, juntamente com a Bunge, está indo para outros setores, também, fora do Brasil.

É isso que queremos para este País, porque quanto maior for o poder de compra dos assalariados, dos trabalhadores, da sociedade brasileira, mais os nossos empresários vão vender. Não tem empresário se não tiver consumidor.
Por isso, o nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu ter um outro diálogo neste País, primeiro, simplificando toda a legislação brasileira, desburocratizando-a para que os micros e pequenos empresários pudessem crescer.
Lembro muito bem, e o Inácio nos ajudou muito, de quando estávamos aprovando a Emenda Constitucional nº 42, simplificando todo o sistema tributário brasileiro, simplificando todo o sistema de criação e de formatação dos nossos micros e pequenos empreendedores. Ali, tínhamos apenas 1 milhão e 337 mil micros e pequenos empreendedores formados no Brasil – isso era julho de 2007.

Nós, em abril de 2011, chegamos a 5,8 milhões micros e pequenos empresários formais no Brasil.
É por isso que este País, que era a 13ª potência econômica do Planeta em 2003, passou, em 2010, a ser a 7ª potência econômica do Planeta. E esta Casa – o Senado e a Câmara – e a sociedade brasileira preparam para que, em 2015, sejamos a 5ª potência econômica do Planeta.
Este País, que não gerava emprego, em que se trabalhava a reengenharia do mundo do trabalho para precarizar as relações trabalhistas, para dificultar a formação e qualificação de mão de obra, só em 2010 criou 2,5 milhões empregos novos, comparando com o que tínhamos em dezembro de 2009. E, destes 2,5 milhões empregos novos, 80% foram gerados pelas empresas que têm até 99 empregados.

Exatamente por isso o Grupo J. Macêdo inicia-se como uma pequena empresa, aqui já registrado, de caráter familiar, e, hoje, é essa potência no Ceará, no Nordeste do Brasil, que não é diferente do Grupo Cairu e do Grupo Walterci de Melo, que aqui são homenageados.
E sou um daqueles que aprendi que o melhor incentivo fiscal para o mundo da produção é o poder de compra daquele povo. E nós, que somos a 6ª população do mundo, temos um grande mercado nacional. E esse mercado nacional está se fortalecendo, está se viabilizando por meio de nossa infraestrutura, de toda uma política de formação e capacitação de mão de obra por meio dos institutos de formação, o nosso Sistema S, que é vinculado ao mundo empresarial, tem o papel decisivo, mas as nossas escolas técnicas federais também precisam ter uma presença forte.

Por isso, em nome do nosso Partido, Partido dos Trabalhadores, quero aqui abraçar a Família J. Macêdo em nome do Roberto, e dizer que vocês são os símbolos de empreendedores do Brasil, e que nós esperamos que estes 5,8 milhões de micros e pequenos empresários hoje, amanhã sejam do porte de um J. Macêdo.

Muito obrigado. (Palmas.)