ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Reforma trabalhista tem promovido grande desemprego, diz Pimentel

Reforma trabalhista tem promovido grande desemprego, diz Pimentel

O senador participou das manifestações do Dia do Trabalhador, em Fortaleza
Publicado no dia 02 de Maio de 2018
Image
Foto: 
Tarcísio Aquino

O senador José Pimentel (PT-CE) afirmou, nesta terça-feira (1/5), Dia do Trabalhador, em Fortaleza, que a reforma trabalhista “precariza os direitos dos trabalhadores e tem promovido um grande desemprego no Brasil”. A manifestação ocorreu durante o lançamento estadual do Congresso do Povo, da Frente Brasil Popular, no Ginásio da Parangaba, na capital do Ceará. O evento integrou uma série de atos em defesa da democracia, dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e de #LulaLivre.

Segundo Pimentel, “na época do governo do ex-presidente Lula, e até 2014, nós tínhamos o pleno emprego no Brasil. A procura por emprego era de menos de 5%. Hoje, temos quase 14 milhões de pessoas desempregadas. E esses golpistas diziam que iam retirar a presidenta da República, Dilma Rousseff, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Na verdade, essa reforma trabalhista só tem um objetivo: colocar dinheiro no bolso do patrão e diminuir o salário dos trabalhadores”.

Pimentel apontou o real objetivo do governo Temer. “Precisamos ter clareza de que eles [os golpistas] têm um projeto para o Brasil que esmaga os trabalhadores, esmaga os camponeses, esmaga aqueles que mais precisam”. Em contrapartida, disse o senador, “para os banqueiros, para as empresas multinacionais que operam no Brasil tudo vale”.

O senador apontou como exemplo dos prejuízos impostos aos trabalhadores pelo governo Temer a isenção de impostos concedida às grandes empresas petrolíferas que operam no Brasil. “Ao longo de 20 anos, será mais de R$ 1 trilhão dos cofres públicos brasileiros. Mas, enquanto isso, para a saúde e para a educação, os recursos são congelados em nome do equilíbrio fiscal. Na verdade, o que eles estão fazendo é retirar o dinheiro da classe trabalhadora, da sociedade brasileira, para dar aos capitalistas”, concluiu.

Participação - Também participaram do lançamento estadual do Congresso do Povo, da Frente Brasil Popular, o presidente da CUT Ceará, Will Pereira; o secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, De Assis Diniz; o deputado federal José Guimarães; o deputado estadual Elmano de Freitas; além de lideranças sindicais, estudantis e de movimentos sociais.

VEJA TAMBÉM

23/05/2018

Instituto Lula já recebeu 15 mil cartas desde a prisão política do ex-presidente. ...

23/05/2018

O coletivo nacional da Frente Brasil Popular, reunido nesta terça-feira (22), debateu algumas orientações referentes...