ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Pimentel critica perseguição a Lula e defende atos populares no Ceará

Pimentel critica perseguição a Lula e defende atos populares no Ceará

O senador participou do lançamento do comitê cearense em defesa da democracia e do ex-presidente
Publicado no dia 08 de Janeiro de 2018
Image
Foto: 
Assessoria Senador Pimentel

O senador José Pimentel (PT-CE) participou, nesta segunda-feira (8/1), em Fortaleza, do lançamento do “Comitê Popular Estadual em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato à Presidência da República”. O objetivo do comitê é promover diversas atividades nos municípios cearenses, acompanhando a mobilização nacional que prossegue até o dia 24 de janeiro, quando o ex-presidente Lula será julgado, em segunda instância, em Porto Alegre, pela acusação, sem provas, de ser o dono do apartamento tríplex, no Guarujá (SP).

Em seu pronunciamento, Pimentel afirmou que o ex-presidente Lula está sendo julgado injustamente, em segunda instância, como ocorreu na primeira instância. “Essa decisão judicial contra o presidente Lula não tem nenhuma prova. O apartamento do Guarujá pertence à empresa OAS. A justiça estadual de São Paulo já declarou que o imóvel não pertence a Lula, mas, lamentavelmente, o poder judiciário resolveu atribuir a posse a Lula e condená-lo”, disse. 

O senador também defendeu que a mobilização do dia 24 de janeiro, no Ceará, se concentre em Fortaleza e nas cidades de Juazeiro do Norte, Iguatu, Quixadá, Limoeiro do Norte, Tauá, Crateús, Sobral e Itapipoca, onde estão instaladas varas da Justiça Federal. “Precisamos fazer um forte debate sobre o papel do judiciário, em especial das varas federais. Elas foram criadas nos governos do PT, para agilizar a cobrança de impostos dos grandes empresários, cuja dívida alcança atualmente R$ 1,3 trilhão. Mas, lamentavelmente, essa parcela do poder judiciário não tem cumprido seu papel”, alertou. 

O comitê é formado por partidos políticos como PT, PCdoB, PDT, PSB e PCO; pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), além de diversas entidades dos movimentos sindicais e sociais.

O lançamento do comitê também contou com a participação de representantes desses partidos e entidades, além de outros parlamentares, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e presidentes dos diretórios municipais do Partido dos Trabalhadores do Ceará.  

Agenda – Segundo o presidente do PT Ceará, De Assis Diniz, diversas atividades já estão confirmadas. Neste sábado (13/1), a partir das 10 horas, o bloco “Tô com Lula CE”, sai da Praça do Carmo, em Fortaleza, e percorre as ruas da capital cearense. No dia 15, às 18h, o PT Fortaleza realiza Plenária Municipal com os filiados na sede do PT Ceará. No dia 16, a Frente Brasil Popular Ceará realiza plenária de mobilização, ás 15h, na sede do Sindicato dos Bancários.

No dia 24 de janeiro, a manifestação em Fortaleza será na Praça General Murilo Borges, onde está localizada a sede da Justiça Federal.  Pela manhã as atividades se iniciam com um ato ecumênico e seguem com falas dos integrantes do comitê e apresentações culturais.

Seguindo a proposta do senador José Pimentel, também está em debate a realização de atos regionais, no dia 24 de janeiro, nas sedes da Justiça Federal de Crateús, Limoeiro do Norte, Quixadá, Juazeiro do Norte e Sobral.

VEJA TAMBÉM

23/04/2018

Há uma cena de grande dramaticidade no evangelho se São Mateus quando se trata do Juizo Final”, quer dizer, quando se revela o destino último de cada ser humano. O Juiz Supremo não perguntará a...

23/04/2018

A presidenta eleita do Brasil, Dilma Rousseff, pretende visitar nesta segunda-feira (23) a...