ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

FPA realiza Conferência Internacional em Defesa da Democracia

FPA realiza Conferência Internacional em Defesa da Democracia

Publicado no dia 05 de Dezembro de 2018
Image

Diante da ameaça de uma série de retrocessos após a eleição de Jair Bolsonaro, a Fundação Perseu Abramo realiza nos dias 10 e 11 de dezembro a Conferência Internacional em Defesa da Democracia.

O objetivo é debater estratégias contra a criminalização dos movimentos populares e sociais e contra o desmonte de políticas de inclusão social, hoje ameaçadas pelo projeto de país que o capitão reformado representa.

As principais discussões da conferência serão levadas ao público por nomes como  Celso Amorim, ex-ministro dos governos do PT, a presidenta eleita  Dilma Rousseff e lideranças internacionais como Maite Mola, vice-presidenta do Partido da Esquerda Europeia (PIE) e Txema Guijarro, secretário-geral do Grupo Parlamentar do Podemos (Espanha).

O evento também pretende engajar ainda mais pessoas na luta pela liberdade de Lula, mantido como preso político desde o 7 de abril e prova viva dos ataques aos direitos humanos em vigor no Brasil.

Haverá transmissão ao vivo no canal da Fundação Perseu Abramo no Youtube e também na página oficial no Facebook, com tradução simultânea em português, espanhol e francês.

A Conferência Internacional em Defesa da Democracia conta com o apoio do Comitê de Solidariedade Internacional em Defesa de Lula e da Democracia no Brasil e da Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores.

Ato Internacional Lula Livre

Paralelo à Conferência, acontece no dia 10 de dezembro o Ato Internacional Lula Livre no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. A data marca os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, lançada pela ONU em 1948 com a premissa de preservar liberdades individuais e a convivência pacífica entre os povos  – hoje sob ataque diante da escalada do neofascismo.

A iniciativa pretende ainda lançar ainda mais luz sobre a situação de Lula, ampliando o alcance da denúncia contra as violações aos ex-presidente no Brasil e no mundo. Para a presidenta do PT Gleisi Hoffmann, a defesa da democracia passa necessariamente pela defesa de Lula.

“A liberdade de Lula está ligada à defesa da democracia, por isso este seminário e o ato Lula Livre são importantes para fortalecer nossa luta por Lula e pelos direitos do povo brasileiro”, diz.

Os militantes que compõe a resistência contra os ataques sistemáticos ao ex-presidente devem comparecer em peso. Também participam lideranças políticas nacionais e internacionais, movimentos sociais, artistas, intelectuais.

Veja a lista de conferencistas confirmados:

Celso Amorim, presidente do Comitê de Solidariedade Internacional em Defesa de Lula e da Democracia no Brasil, ex-ministro das Relações Exteriores;
Dilma Rousseff, ex-presidenta da República Federativa do Brasil;
Giacomo Filibeck, secretário geral do Partido Socialista Europeu (PES);
Javier Miranda, presidente da Frente Ampla (Uruguai);
João Pimenta, euro-deputado pelo Partido Comunista (Portugal);
Jorge Taiana, deputado do Parlasul e ex-chanceler da Argentina;
Maite Mola, vice-presidenta do Partido da Esquerda Europeia (PIE);
Txema Guijarro, secretário-geral do Grupo Parlamentar do Podemos (Espanha).

Fonte:
Partido dos Trabalhadores

VEJA TAMBÉM

13/12/2018

“Às favas, senhor presidente, neste momento, todos os escrúpulos de consciência”, declarou o então ministro do Trabalho e da ...

13/12/2018

O candidato do PT nas eleições de 2018, ...