ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Comissão adia votação da MP dos caminhoneiros para 7/4

Comissão adia votação da MP dos caminhoneiros para 7/4

Publicado no dia 31 de Março de 2015
Image

O deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG) apresentou nesta terça-feira (31/4), à comissão mista, projeto de conversão da Medida Provisória 661/2014. A medida autoriza a União a conceder crédito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) no montante de até R$ 30 bilhões. Acréscimo feito pelo relator ao texto original da medida autoriza o BNDES a refinanciar as dívidas dos caminhoneiros e de pequenos empresários do setor de transporte.

O líder do governo, senador José Pimentel (PT-CE), defendeu a rápida aprovação do relatório de Quintão. “É importante concluir a votação dessa medida provisória na comissão mista em atenção aos líderes caminhoneiros”, alertou o senador. Apesar do apelo, o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) pediu vista do relatório, o que levou ao adiamento da votação para a próxima terça-feira (7/4). Depois, a proposta ainda terá de ser analisada pelos plenários da Câmara e do Senado.

Caminhoneiros – A pressa na votação do projeto de conversão da MP 661 tem como objetivo atender às demandas dos caminhoneiros e evitar uma nova greve, programada para o dia 22 de abril. A última paralisação do setor atingiu 41 pontos em seis estados brasileiros, prejudicando o abastecimento e a circulação nas rodovias.

Além de permitir o refinanciamento das dívidas dos caminhoneiros, o projeto de conversão destina R$ 50 milhões para as vítimas do incêndio no Shopping Nova América, no Rio de Janeiro. Elas serão atendidas pelo Programa BNDES Emergencial de Reconstrução de Municípios Afetados por Desastres Naturais.

A concessão de créditos ao BNDES também tem como objetivo permitir que o banco financie investimentos importantes para o país, como as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).